Investigadores da FCSH/NOVA (CECL/CIMJ) no SDC 2015

claudia pernencar sdc2015Decorreu nos passados dias 25 e 26 de Junho, o Summer Doctoral Consortium - SDC 2015, em contexto alargado CIC.Digital, que teve a participação de vários investigadores, tendo estado presentes, do pólo FCSH/NOVA, Maria Augusta Babo, Graça Simões, Cláudia Pernencar, Rui Cádima e Paulo Faustino.

Este ano o programa foi alargado a estudantes de doutoramento de outros cursos doutorais. Foi o caso de Claudia Pernencar aluna do programa de Média Digitais (UNL/UP/UTAustin), cuja tese se intitula “My Crohn's disease on real-time information - user experience improvement through cross-platform applications”, orientada pela Profª Graça Simões, do pólo FCSH/NOVA.

Trata-se de um programa de estudos de doutoramento integrado no curso Informação e Comunicação em Plataformas Digitais - ICPD, curso de doutoramento apoiado pela FCT, e coordenado pelas Universidade do Porto e Universidade de Aveiro. O SDC 2015 teve lugar no Campus de Vairão da Universidade do Porto, em Vila do Conde.

Investigadora do CECL premiada nos the Emerald Literati Network 2015 Awards for Excellence

ana margarida barretoAna Margarida Barreto, investigadora e docente do Departamento de Ciências da Comunicação, mereceu a distinção de Outstanding Reviewer nos Emerald Literati Network 2015 Awards for Excellence.

O prémio, atribuído na sequência do seu trabalho como reviewer dos artigos publicados pelo Journal of Research in Interactive Marketing, é um reconhecimento do “significativo contributo” e “esforço e dedicação" da professora ao longo do ano passado, afirma a Emerald Publishing, a entidade responsável pela entrega da distinção.

"Ciberformance": 1º título da colecção “Estudos em Comunicação” já em comercialização

estudos comunicacao ciberperformanceEm "Ciberformance", de Clara Gomes, a autora procura contribuir para um enquadramento teórico da ciberformance, a performance que acontece em plataformas, ambientes e mundos virtuais e que se caracteriza por ser ao vivo, mediada, intermedial, multimodal, híbrida, liminar, colaborativa e interventiva estética e socialmente, sendo low cost e usando tecnologia livre e acessível.

A coleção Estudos de Comunicação reúne textos de todas as áreas das ciências da comunicação, intersectando as suas várias dimensões: as linguagens, os media, as práticas, as tecnologias e as artes. O seu objetivo é o de acolher estudos de excelência oriundos de trabalhos académicos diversos (dissertações, licões, e outras provas científicas) a partir dos quais se vão desenhando as linhas da investigação mais avançada. Não se trata pois de uma coleção generalista mas, pelo contrário, de um espaço de ensaio de novas problemáticas e de aprofundamento da investigação em ciências da comunicação, que o CECL se orgulha de enquadrar desde 1985. Aqui se reúnem portanto as primeiras obras de jovens investigadores, mas também textos originais que importa recuperar do percurso de vários autores, num conjunto multidisciplinar e significativo dos caminhos da investigação que se vão abrindo nesta área em Portugal.

 

O livro electrónico pode ser consultado através do Google Books.

Convite: Lançamento do catálogo "Tesouros da Fotografia Portuguesa do Século XIX"

27 de Junho | 17h00
MNAC - Museu do Chiado

Apresentação por José Manuel dos Santos e Pedro Letria

Sessão de lançamento do catálogo Tesouros da Fotografia Portuguesa do Século XIX, que acompanha a exposição homónima, patente no MANC - Museu do Chiado de 29 de Abril a 28 de Junho de 2015 e na Galeria Municipal Almeida Garrett no Porto de 9 de Junho a 16 de Agosto de 2015.

convite tesouros fotografia

Aula Aberta | ​Experimental cinema and post-media arts

Ana Rito, Mariana Castro e Sílvia Pinto Coelho 

19 de Maio, 18h00
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Torre B, Sala T1

 

18h00 | Cartografias do Cinema e da Fotografia

Mariana Castro

experimental cinema cartografias cinema fotografiaPartindo da ideia de que o Cinema pode ser construído com base num a cartografia do espaço, pensa-se com o é afectada a narrativa cinematográfica por essa ideia de cartografia que surge como princípio e resultado da experiência fílmica. Ocupando-nos assim de um cinema cartográfico, como lhe chama Tom Conley (“Cartographic Cinema”, 2007) fundado na experiência do caminho traçado e das imagens no espaço. Tendo como paisagem o filme “Kings of the Road” (1976) de Wim Wenders, parte-se num caminho pelo mapa que nos leva ao encontro da experiência fotográfica de autores como Alec Soth, onde retomamos a incursão pelo mapa para encontrar as imagens que estão sempre e já em movimento.

CONLEY, Tom, Cartographic Cinema, University of Minnesota Press, 2007
MALPAS, Jef, Place and Experience, Cambridge University Press, 1999

Continuar...